Bolsa de Tóquio atinge mínima de uma semana e meia por temores sobre coronavírus.

< Voltar

25/06/2020

As ações japonesas fecharam na mínima de mais de uma semana nesta quinta-feira, acompanhando as perdas em Wall Street conforme o aumento dos casos de coronavírus nos Estados Unidos e em muitos outros países afeta as esperanças de uma rápida recuperação econômica global.

O índice japonês Nikkei caiu 1,2%, a 22.259,79, nível de fechamento mais baixo desde 15 de junho.

Os setores altamente cíclicos de transporte aéreo , metais não-ferrosos e ferro e aço ficaram entre os de pior desempenho na bolsa.

Os três principais índices de Wall Street fecharam na véspera com a maior queda percentual diária em quase duas semanas depois que um salto nos casos de coronavírus intensificou os temores de outra rodada de paralisações e piora dos dados econômicos.

 

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,22%, a 22.259 pontos.

 

  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG permaneceu fechado.

 

  • Em XANGAI, o índice SSEC não teve operações por conta do feriado na China.

 

  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, ficou fechado.

 

  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 2,27%, a 2.112 pontos.

 

  • Em TAIWAN, o índice TAIEX não operou.

 

  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,46%, a 2.590 pontos.

 

  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 2,48%, a 5.817 pontos.